Dicas Básicas de Cultivo de Orquídeas Parte 4

Home » Trato Cultural » Dicas Básicas de Cultivo de Orquídeas Parte 4
2 de dezembro de 2015 Trato Cultural Nenhum comentário

PLANTIO E REPLANTIO


A grande parte das orquídeas podem ser plantadas em vasos de plástico ou barro, compatíveis com o tamanho da planta, evitando-se vasos demasiado grandes.

Cerca de 1/3 da altura do vaso deve ser preenchida por uma camada de cacos de telha nova ou brita, seguida por uma pequena camada de substrato. Em seguida coloca-se a planta, preenchendo o restante do vaso com substrato de modo que a planta fique firme sem balançar, se preciso coloque uma estaca para fixação, lembrando nunca se deve cobrir o rizoma, mas somente as raízes. Plantas adultas de crescimento horizontal (simpodial ex. Cattleya), o bulbo traseiro, mais velho deve ficar encostado na borda do vaso deixando-se um espaço de aproximadamente dois ou três dedos do último bulbo até a outra borda, já as plantas de crescimento vertical (monopodial ex. Vanda), devem ser plantadas no centro do vaso. No caso de plantio em árvores ou madeiras as mudas devem ser encostadas e amarradas com fitas plásticas ou de sisal até que enraízem. O replantio deve ser feito quando os pseudobulbos estiverem saindo fora do vaso, quando o substrato estiver deteriorado, ou quando o caule estiver muito alto (monopodiais) sendo que cada muda deverá conter no mínimo 3 bulbos (simpodiais)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *