Flor Perfeita

Home » Estudo » Flor Perfeita
3 de fevereiro de 2017 Estudo, Orquidofilia Nenhum comentário

A diversidade de cores e formas é uma característica marcante das orquídeas. E mesmo com tanta variedade – belas, exóticas, grandes, micro, raras ou delicadas – o que faz com que as cercas de 35mil espécies estejam agrupadas numa mesma família é a perfeição da flor, que possui a estrutura sempre idêntica: três sépalas e três pétalas bastante desenvolvidas e um órgão reprodutor.

As sépalas têm a função de proteger a flor em botão e, quando desabrocham, apresentam cores, tanto quanto as pétalas. Essas se intercalam entre as sépalas e, entre as três, uma diferencia-se das demais na formar coloração, sendo chamada de libelo. O libelo é quem garante a reprodução, devido à função de atrair os insetos polinizadores.

O órgão reprodutor possui quatro partes: coluna ou ginostêmio, resultado da fusão dos órgãos masculino e feminino; antera, que contém os grãos de pólen agrupados em massas chamadas polínia; estigma, órgão receptivo onde são depositadas as políneas durante a polinização; e ovário, onde se desenvolve a cápsula das sementes, após a fecundação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *